07 agosto 2006

Além do Fim - 7ª parte


[Ainda, Salvador Dalí]

Não hesitou em usar daquele homem a sua disposição: buscou da melhor água que encontrara, diluiu um resto de sabonete que guardava para ocasiões extremas, como quando precisava usar seu corpo para arrumar alguns trocados. Tratou de lavar-se, de banhá-lo e acariciá-lo enquanto esfregava-o por inteiro, ali deitado na penumbra da madrugada, que a lua lhe presenteara enquanto jogava seus raios para dentro daquele lugar.
Mal sabia ele, que seu cérebro comandava músculos involuntários cujo prazer negava a si próprio, mas esbanjada em pulsações para ela. Ela dançou sobre ele, de olhos bem abertos, para não perder nada do homem de pele alva e pêlos negros, que se espalhavam da barba até o pé, formando uma cruz sobre o peito, suando inteiro o gosto do sal do amor, do qual deliciou-se pelo tempo que seu desejo lhe permitiu. Ainda respirava fundo quando lhe deu seu sexo para ele saciar o paladar de seu gozo e sentiu que a língua dele tremia em suas entranhas até fazer-lhe novamente gozar. Do lado, o cão sossegara, fora até a entrada e ficara lá de guarda, como o protetor do amor irremediável. Depois, ela levantou-se, deitou-o novamente e o viu sorrir, entre o suor e os fluidos que lhe deixou pela barba. Nunca havia escolhido alguém para amar, sempre dera em troca de algo e agora tivera um sexo completo de alguém que nada, absolutamente nada poderia dar-lhe em troca, a não ser o tesão do corpo inerte. Ou quase.
A lua, por sua vez espreitava o silêncio e jogava sombras iverossímeis na parede, antes de arrancar de suas peles o brilho suado de corpos que acabaram de arder.

6 comentários:

Roy disse...

Estou sempre por aqui, e acompanhando com sede aos seus contos. Quanto ao poema que me recomendaste, fantastico, mesmo.

Voce tem algum livro publicado, Silvio?

Abrax

RF

Roy disse...

Surgiu-me uma ideia hoje ao ler o poema e a postagem. Aviso que a maioria de minhas ideias acabam nao sendo levadas adiante por questoes de 'logistica', ou que seja algo parecido, mas estao arquivadas e, quando der, darei mais de mim a concretiza-las.

Uma delas poderia contar contigo... Se estiver interessado e puder entrar em contato comigo para um 'pla' mais privado, relimelech@hotmail.com eh meu imeiu.

mais abrax

RF

Claudia disse...

Silvio, obrigada pela visita e dica do blog cubano. Achei muito interessante e assinaria o manifesto pela soberania do país. É como aqui: ser contra Fidel não quer dizer ser a favor da arbitrariedade americana, da mesma maneira que não gostar de Lula não implica em ser Alckmista. A coisa não é tão simples assim, o buraco é bem mais embaixo... Vamos aguardar um pouco mais, fico contente em ter outras fontes para pesquisar. Os blogs têm isso de bom, não passam pelos filtros da imprensa. Grande abraço e a propósito, belas suas postagens, muito belas mesmo. Bjs

Moita disse...

Silvio

Seus contos fascinam. São como se fora videos. Isso é genialidade.

Um abraço

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Sílvio:

Vim ver o seu último artigo e...gostei.
Um abraço,


Novo artigo no EG.

Anônimo disse...

Very nice site! Best prices for imitrex injections payday advance loan oregon quick payday advance loan Advance loans instant online cash search Audi a4 spare parts transmission Southern california vw dealers Argentina foreign debt volkswagen dealerships recipes for losing weight us dental plans directory fashion french modeling french models health and fitness Weight loss clinic diet pill barcode readers buy phendimetrazine canada on line corriculum design degree