16 outubro 2006

Laboratório Literário - II


Abro hoje uma série incompleta: o laboratório literário. Vou à frente, chamando a estória que será erguida pelos próprios leitores.

A idéia básica é de um conto que está ocorrendo concomitantemente, no mesmo espaço de tempo entre as publicações. É algo vivo: a partir de algumas perguntas, ao final de cada post, vamos construindo tudo, seja tema, personagens, ambientes. Os próprios comentários nutrirão o próximo post de acordo com as questões deixadas.


Pretende-se que seja bissemanal, às terças e sextas-feiras.

Quem se habilita? O acesso é livre a qualquer tempo, assim como a vida, que, quando menos se espera se ganha ou se perde, muda de rumo.


Deixo o primeiro desafio:

1 – ele ou ela?
2 – aeroporto, rodoviária ou motocicleta?
3 – sol, noite ou tempestade?

5 comentários:

Tônio disse...

Ele, rodoviária, noite, tempestade se formando....O que ele espera? ele não espera? pra onde ele vai? ele tem algo em mente? como ele se sente? tem frio? tem fome? fome de que? triste ou alegre? ele sente saudades? espera alguém que ama ou só quer ir pra algum outro lugar? o que ele fez quando acordou nesta manha? o que ele faz enquanto espera? do que ele tem medo? hoje foi um dia de sol que mudou drasticamente? qual a expressão do seu olhar? ele sabe o que quer ou está perdido dentro de si mesmo?

Conta ai?

Abraço

Roy Frenkiel disse...

Aeroporto, Noite, Ele ;-)

Dalila Flag disse...

Ela, motocicleta, sol...
(quero ver no que isto vai dar)

Ambar disse...

Ella,motocicleta,tempestad

Me encantó esto Silvio!!!!!, contá conmigo!!!

Un abrazo!

elena disse...

ella, aeropuerto, noche...