23 dezembro 2005

Diferente


Enquanto muitos erguem bandeiras pela igualdade, cabe lembrar justamente as diferenças e o respeito que devemos ter por elas.
O ser humano não foi feito para ser igual. Na mesma medida em que cria distâncias cósmicas entre raças, credos, culturas e condições sociais, tenta criar um mundo onde tudo o que foge a regra torna-se marginal.
O daltônico, o soro-positivo, o homossexual, o cego, o anão, o down, o surdo, o paraplégico, o hemofílico, o alérgico ao glúten, o muçulmano, o diferente. Nossa sociedade vai segmentando, estratificando seus iguais até encontrar um rótulo ou uma condição que permita a dominação.
E nesse mar de diferenças, apela ao discurso fácil da igualdade para sobrepor-se e liderar àqueles que, a sua ótica, são os diferentes. Mal sabem eles que a riqueza está justamente no que somamos ao próximo, no que nos faz especiais, no que encontramos em alguém além dos nossos olhos, do nosso tato, dos nossos sentidos.
Viva a diferença, viva a completude, viva o que é mais complexo que nossos olhos nos permitem ver!

15 comentários:

Fabiana disse...

Sílvio, Feliz Natal!! (sou filha de Clenira Melo). Veja só o presente de Natal que me deram: fui demitida ontem. Sacanagem, né?? :)
Um abraço, muito bonito o seu blog.

Zuriñe Vázquez disse...

Humano y hermoso texto. Feliz Navidad Silvio y esperemos que el año 2006 traiga un poco más de igualdad entre los pueblos y entres los habitantes de esos mismos pueblos. Besos

Julianna disse...

E mais...viva a diversidade, viva o respeito e viva a tolerância!!

O que seria do verde se não existisse o amarelo?!

Jean Scharlau disse...

Viva viva!!!

FoTomas disse...

hola Silvio
gracias por visitar mi blog, me gusto mucho el tuyo tambien, espero mantener contacto
saludos y gracias por la pagina

edu disse...

Disse tudo. Sensacional. Feliz Natal.

Geri K disse...

Hola Silvio,
gracias por la visita. Disfruté mucho tu texto, muy lindo...además veo que mi portugués no está nada mal.
Abrazos,

Geri.-

Santa disse...

Passei para brindar a noite de Natal. Dei um tempo nas críticas lá no blog. Sei que os blogs amigos estão vigilantes. Obrigada por tudo... Vou parar por aqui antes que a manteiga derretida...Que tenhas um grande ano de 2006. Bjs.

Angela Ursa disse...

Sílvio, um Feliz Natal para você! Muita paz e alegrias! Beijo da Ursa

Julio Suárez Anturi disse...

De acuerdo, Silvio, en que diversidad enriquece al mundo; no así la desigualdad, que lo vuelve triste y resentido.
Te enlacé como regalo de navidad. Feliz año 2006.

mixtu disse...

O mundo é um somatório de seres e coisas diferentes, eis o milagre, eis a plenitude construída na perfeição...

Pilar disse...

Viva la diferencia como dices, por que eso nos hace complementarios y transforma a este mundo en algo divertido de vivir, de conocer y estudiar.
Si no fuera asi no tendría sentido querer conocer otras culturas, otros paises y su gentes diferentes.
Muy buena música!
Saludos desde Chile, hasta pronto Silvio.

Caiê disse...

Olá!
Obrigada pela visita a'O Mundo da Gata Preta! Assim, também pude vir aqui conhecer-te!
Explico: sou das ilhas dos Açores, no meio do Atlântico, mas, neste momento, estou a trabalhar no Canadá. Só voltei para passar uns dias em casa.
Não sou judia (a minha mãe não é, e a lei assim o diz...) mas o meu avô era judeu. Assim, tenho os rituais bem presentes. Sou, de coração.
Não acredito nos conflitos raciais ou religiosos. Aliás, já dividi casa com um muçulmano e costumávamos falar muito sobre isso. Os conflitos são promovidos por pessoas fundamentalistas. A maior parte do mundo acredita na paz e na fraternidade.
A diferença é o que dá cor ao mundo! :)
Abraços!

Rosario Andrade disse...

Querido Silvio,
Excelente!... pelo direito à diferença mas pela igualdade de oportunidades! Para um mundo melhor, com diferenças saudaveis e multicolores!

Um excelente ano cheio de realizações e alegrias!

Abracicos!

romero disse...

Una grande verdad que deciste !
Bueno texto
Abrazo